Filipe Martins um jovem Treinador a ter em conta!

A eliminação do Arouca não foi fruto do acaso. Veja o que pensa o Filipe Martins sobre futebol!

Quem é o Filipe Martins e quando começou a ligação ao Futebol?

Sou uma pessoa muito simples, casado, com 2 Filhos, completamente apaixonado pelo que faço, um privilegiado por estar ligado ao Futebol desde os 14 anos aos 33 como Jogador e desde 2011 como Treinador.

 

Como foi o teu percurso até a este momento?

Comecei a minha aventura como Treinador no C.D. Belas onde estive 3 Anos (Infantis/Iniciados/Juvenis), e estou há 3 anos no Real S.C. (Juvenis/Juniores/Seniores).

 

Como preparaste a tua equipa para o jogo da Taça de Portugal com o Arouca? Houve atenções especiais?

Foi uma semana onde os níveis de Concentração e motivacionais estavam no auge e estudámos o Arouca da mesma forma que fazemos com qualquer adversário, sabendo que a qualidade individual era maior do que normalmente enfrentamos.

 

Em função da observação que fizeste do Arouca, o que conseguiste potencializar na tua equipa de forma a criar problemas ao adversário?

Curiosamente o jogo foi completamente diferente (ao nível Estratégico) do que esperávamos e trabalhámos. Tínhamos montado a equipa de forma a encontrar uma equipa a assumir o jogo e nós a explorar a transição ofensiva mas na realidade jogámos quase sempre em posse e dentro do bloco adversário. Em posse tínhamos trabalhado muito o Jogo Interior o que resultou plenamente.

 

Como analisas esse jogo? Na tua opinião o que fez a diferença que levou a ganha-lo?

Sinceramente o querer e a qualidade dos meus jogadores e o acreditar no trabalho que temos vindo a desenvolver. Temos um grupo jovem e com muita qualidade individual. Contrariamente às expetativas, tivemos a iniciativa do jogo desde o 1º minuto onde demonstrámos muita maturidade e mesmo falhando inúmeras ocasiões de golo inclusive um penalty nunca baixámos os braços e ao minuto 85 alcançámos o merecido golo da vitória.

 

No capítulo das emoções e dado à visibilidade do jogo que sensações tiveste ao longo do mesmo?

Antes do Jogo vou um clima diferente até pela presença de muito mais publico, mas assim que a bola rolou foi exatamente a mesma dos outros jogos pois acho que eu tal como os outros treinadores ficam absorvidos pelo que se passa no terreno e ali não há tempo nem espaço para pensar em quem é o adversário.

 

Este foi o teu melhor momento enquanto treinador de futebol? Como estás a desfruta-lo?

Foi sem dúvida o mais mediático mas o Campeonato Distrital de Iniciados no Belas e o apuramento Inédito nos Juvenis do Real em detrimento do Sporting C.P. foram momentos que não esquecerei igualmente pois sem eles provavelmente não estaria a viver este momento. Sinceramente estou a desfrutá-lo com muito prazer e como uma aprendizagem que espero repetir no futuro, no entanto não me vou desfocar do que realmente é importante, o Campeonato.

 

O Real publicou um vídeo com a tua mensagem aos jogadores após o jogo da taça. Já definiste alguma estratégia para que o grupo não entre em deslumbramento?

Isso faz parte do trabalho de um Líder e a mensagem que transmiti nesse vídeo já continha um alerta porque se até agora o caminho tem sido difícil, será ainda mais a partir deste momento, no entanto acredito que o grupo tem personalidade e vai continuar com a mesma humildade que o caracteriza.

 

Como preparas a prelecção ao grupo antes dos jogos? E neste caso particular do jogo da taça?

Eu não tenho por norma preparar discursos, tenho os tópicos que quero focar mas tento ser o mais natural e claro possível, normalmente as minhas palestras no dia do jogo raramente ultrapassam os 5 minutos, acredito muito mais no trabalho semanal e gosto de passar a mensagem durante as intervenções que faço nos treinos, antes do jogo é um rápido resumo de tudo o que temos de fazer pois o jogador nessa altura já deve estar preparado mentalmente para tudo, no último treino fica tudo definido, inclusive o 11 Inicial.

 

Tens tido uma carreira sustentada, vindo dos escalões mais jovens. Como foi a passagem da formação ao futebol sénior?

Defini um Plano para a minha carreira que tenho vindo a realizar exatamente como planeei, acho que é muito importante em vários aspetos passar pela formação e quando passei para o futebol sénior houve a natural ansiedade de saber como ia ser a aceitação do plantel á minha Liderança e a verdade é que não podia ter sido melhor, desde a primeira palestra senti da parte do grupo de trabalho total aceitação às minhas ideias e desde aí tudo correu naturalmente.

 

Que referencias tens para a tua carreira de treinador?

Tive um grande privilegio na minha Carreira, ser Treinado por Fernando Santos, Jorge Jesus, Manuel de Oliveira, Jorge Paixão, Rui Gregório, Pietra, Toni Pereira, Jorge Simão… mas sem dúvida aquele que mais me marcou e que ainda hoje tenho prazer ao ouvi-lo falar de futebol é Miguel Quaresma, adjunto de Jorge Jesus no Sporting, meu treinador de juniores, um autentico catedrático e que me faz sentir ao ouvi-lo falar de Futebol, que as horas passam como se fossem minutos, um Mestre.

 

Na preparação da tua equipa, como é um Microciclo tipo em período de competição?

Folgamos após o Jogo, não faço treinos de recuperação por gestão de grupo, adapto sempre o 1º treino da semana de forma a que seja equilibrado para que quem joga possa recuperar e quem não jogou tenha alguma intensidade, 2º Treino Jogos Reduzidos de alta intensidade e trabalho de Força Rápida, 3º e 4º Treino Formas com numero mais alargado mas já muito virados para a estratégia para o Jogo trabalhando as 4 fases do Jogo conforme o que esperamos do mesmo com especial incidência na Finalização no 4º Treino, sendo o 5º Treino maioritariamente direcionada para os esquemas Táticos. O Vídeo sobre os comportamentos da equipa adversária é feito antes do 4º Treino

 

Qual o momento do jogo em que investes mais tempo de preparação? E porquê?

Conforme o adversário, se espero uma equipa fechada muita organização ofensiva e transição defensiva, se espero uma equipa que vai assumir mais o jogo que a nossa mais Organização defensiva e saídas na transição Ofensiva. Mas Normalmente durante a semana trabalho todos eles embora em percentagens diferentes

 

No teu modelo, treinas mais que um sistema táctico? Quando começas a treinar o alternativo?

Normalmente tenho 2/3 sistemas que costumo chamar de Principal, Alternativo e de Urgência. Durante a Pré- Temporada Trabalhamos o Principal, e o Urgente embora não me preocupe demasiado com este até o principal estar completamente assimilado. Já dentro período competitivo no 7º/8º Microciclo vamos introduzindo o alternativo. O Urgente passa muito pela utilização de 3 defesas e num período onde temos de arriscar tudo em busca do resultado que nos interessa.

 

Como te defines enquanto Líder de uma equipa de futebol? Que características mais relevantes do Líder podem conduzir ao sucesso na gestão de grupo?

A minha Liderança passa muito pela Honestidade e Frontalidade, gosto que os meus jogadores saibam claramente o que vai na minha cabeça, respeito muito os meus jogadores e sinto da parte deles o mesmo respeito, temos os nossos momentos de humor mas sabem que quando é para trabalhar exijo o máximo deles. Não mudo a minha postura devido a resultados.

 

Como é composta a tua equipa técnica e de que forma distribuis e delegas funções nesses elementos?

Tenho 4 Adjuntos, todos eles têm parte ativa no funcionamento do treino embora cada um deles tenha uma área especifica, um deles na parte da Observação, 2 deles planeiam e sugerem a sessão de Trabalho que depois é analisada por todos, embora ás vezes seja eu próprio a faze-lo, mas normalmente é sugerida por eles pois tenho a máxima confiança nas suas capacidades, ficando eu sempre com a ultima palavra em relação a tudo o que envolve a equipa. Por último mas não menos importante o responsável pelo treino dos Guarda-Redes.

 

O que podemos esperar do Real no Campeonato e na Taça de Portugal?

O que prometemos desde o Inicio do Campeonato e vamos continuar com esse mesmo objetivo é lutar pela subida á 2ª Liga e na Taça de Portugal tentarmos chegar o mais longe possível.

 

Onde te vês daqui a cinco anos?

Tal como disse anteriormente tenho um Plano para a minha carreira sustentado e pensado passo a passo, não gosto de pensar a longo prazo até porque o futuro na Industria do Futebol depende de muitos fatores, no entanto gosto de acreditar que os mais importantes sejam a qualidade e o trabalho e nesse sentido sinto-me muito confiante nas minhas capacidades e tenho o objetivo de treinar um clube de 1ª Liga.

 

Que opinião tens da WiCoach?

Acho que é um espaço muito interessante para a partilha de conhecimentos entre Treinadores, onde podemos absorver novas ideias para complementar ou questionar as nossas próprias. O Futebol é um Desporto onde não há limites e há sempre novas tendências a aparecer, por isso e muito mais recomendo que visitem o Site.

Partilhar:

Comentários

O que se passa hoje?